Seja bem vindo ao meu cantinho!!!

Obrigada por acessar minha página, espero que goste, e que o conteúdo seja edificante para você!



quarta-feira, 28 de abril de 2010

"Libertos pela lei, andamos em novidade de espírito"

Lembranças que a Cruz nos traz

Recentemente pude ouvir um desabafo de uma pessoa amiga,  isso me tocou imensamente, e por esse motivo, gostaria de registrar aqui, nesse meu pequeno espaço, umas poucas palavras para meditarmos.
Veja bem, em  Romanos 7:6 lemos:

"Mas agora fomos libertos da lei, havendo morrido para aquilo em que estávamos retidos, para servirmos em novidade de espírito, e não na velhice da letra"

Muitas vezes ouvimos pessoas  dizerem:
Eu sou crente, mas tenho muitas dúvidas . A principal delas é quanto ao meu perdão. EU SEI que Jesus Cristo me perdoou, mas EU NÃO ME SINTO perdoado, eu não mereço isso, fui ruim demais no passado pra merecer tão grande mérito.    Muitos irmãos se deixam atordoar por esta dúvida ( que, em alguns, é mais uma certeza de que não foram perdoados) No fundo, a teologia do mérito( aquela de que Deus só salva quem é bom) anula a teologia da graça ( Deus salva por causa da bondade dele, não por causa da nossa bondade)
        Então, nós encontramos nas palavras do apóstolo Paulo aos Romanos no capítulo 7:1-25, sobre o poder da cruz em nossa vida. Deveríamos colar esses versículos em uma placa enorme e nos deixar transformarmos por suas verdades a cada dia.
        É maravilhoso ler o verso 1º que diz: "Portanto, agora já não há condenação para os que estão em CRISTO JESUS"
       "Estamos em dívida, não para com a carne, para vivermos sujeitos à ela" (verso 12)
        " Aqueles que vivem de acordo com o espírito, tem a mente voltada para  que o espírito deseja "(verso 5)
        "Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus"(v 14)
        "O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus (v 16)

         Paulo nos deixa algumas verdades espalhadas a partir da cruz, para que delas nos lembremos.
         Precisamos nos lembrar que não há nenhuma condenação contra nós. Não temos mais dívida com a lei. Nossa ficha está limpa.
         Precisamos nos lembrar que a vida no Espírito é uma possibilidade concreta.
         Precisamos lembrar que nossa dívida é viver uma vida dígna na presença de Deus.
         Erramos quando colocamos o foco na DÚVIDA acerca de nossa libertação. Esquecidos que somos "Herdeiros de Deus e Co--herdeiros com Cristo" (Rom 7.15)
         Não permitamos que espíritos deste século nos escravizem, estabelecendo novas dívidas que ja foram pagas.
        Erramos também quando colocamos o foco no SOFRIMENTO que experimentamos. Não podemos nos esquecer que "os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada" (v. 18)
       Não há lugar para dúvida. Quem nos diz que somos filhos de Deus é o próprio espírito santo, que lança fora toda a dívida de condenação e toda a dúvida sobre nossa condição.
   
Que Ele abençoe poderosamente nossas vidas!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Minha oração a Deus!

                                                       Senhor!

        Tu disseste em tua palavra que tu não me chamaste para a impureza, mas sim para a santificação( 1 ts 4:7).
        Tu me escolheste para ser santa e irrepreensível diante de ti. Santa, não significa ser isenta de pecados paizinho, sei que sou pecadora, mas o significado da palavra "santidade", "ser santa", " purificada", é no sentido de me tornar separada pai, separada das coisas imundas desse mundo, das coisas insanas, das coisas vãs, das coisas que sei que tu abominas senhor!!!
Tu me escolheste para ser santificada pelo sangue do seu filho JESUS ( 1 Co 6:11). Tu colocaste sobre mim tua retidão e me capacitaste para que eu pudesse me revestir "em justiça e retidão" ( Ef 4:24). Continua a purificar-me pelo poder de teu Espírito. Ajuda-me a apegar-me ao bem oh pai, e a manter-me sempre pura, através da misericórdia da tua graça. ( 1 Tm 5:22)
        Senhor, ajuda-me a separar-me de qualquer coisa que não seja santa. Não quero desperdiçar minha vida com coisas que não tem valor algum. Dá-me discernimento para reconhecer aquilo que é sem valor e removê-lo da minha vida. Ajuda-me a não me entregar a coisas impuras, mas sim a escolher aquelas coisas que cumprem teus planos para minha vida. Capacita-me para que eu faça o que for necessário a fim de retirar de minha vida tudo que não provém de ti.
        Mostra-me como destruir todos os possíveis "ídolos" da minha vida e eliminar qualquer fonte de pensamentos impuros da minha mente. Ajuda-me a examinar meus caminhos para que eu possa voltar às tuas veredas sempre quando eu sentir que eu estiver me desviando dos teus caminhos.
         Senhor, quero ser santa como tu és santo. Faze-me participante de sua santidade e que meu espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros.Retira de mim tudo aquilo que não glorifica o teu nome senhor!
         Obrigada, porque sei que tú me guardarás pura e santa de modo a estar totalmente preparada para aquilo que tu tens para mim.

É a minha oração, em o nome do senhor Jesus!
Amém!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Por que Senhor? Por que comigo???

        Gosto muito de pensar...
        A vida da gente mais parece uma roda gigante, as vezes estamos no alto, outras vezes no baixo, e é justamente nesses altos e baixos da vida que tenho parado pra meditar, refletir....E fico muitas vezes, me interrogando porque Deus permite que aconteçam determinadas coisas nas nossas vidas.
       Por que?
       Esta é uma das perguntas mais difíceis de toda a teologia:
       POR QUE DEUS PERMITE QUE COISAS RUINS ACONTEÇAM À PESSOAS BOAS?
       Deus é eterno, infinito, onisciente, onipresente, onipotente, etc. Por que nós, seres humanos (que não somos eternos, infinitos, oniscientes, onipresentes, onipotentes) vamos esperar que sejamos capazes de compreender inteiramente os caminhos de Deus?
Se meditarmos na palavra de Deus,no livro de Jó, veremos que Deus permitiu que satanás fizesse tudo de mais terrível na vida daquele homem, exceto matá-lo, e qual foi a reação de Jó?
      “Ainda que ele me mate, nele esperarei” (Jó 13:15). “... o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor” (Jó 1:21).
       Jó também não compreendia por que Deus estava permitindo que tudo aquilo acontecesse na vida dele, mas ele simplesmente perserverou na confiança que ele tinha em Deus, sabendo que no final, Deus teria um propósito para permitir que ele passasse por aquele caminho.
Esta também deveria ser a nossa reação. Deus é bom, justo, amoroso e misericordioso. Muitas vezes nos acontecem coisas que simplesmente não podemos entender. A nossa limitada capacidade humana e nossa natureza pecaminosa nos leva a questionarmos...mas por que Senhor? por que comigo???

       Se ao invés de lamentar ou questionar, a gente simplesmente crer, veremos que Deus, em sua divina sabedoria e graça, está no controle de todas as coisas e lá na frente, em um futuro bem próximo, ele mesmo nos dará ccapacidade para entendermos que tudo aquilo pode ter sido até mesmo um livramento dele para as nossas vidas.

       O sábio Rei Salomão deixou registrado no livro de provérbios:
“Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas” (Provérbios 3:5-6).
      Que Deus enriqueça as nossas vidas a cada dia mais, e que reconheçamos que mesmo nas lutas e decepções sempre somos edificados com a sua maravilhosa Graça..BASTA CONFIARMOS NELE.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Maldita teologia da prosperidade!

Amaldiçoada seja para sempre... Maldita seja!

Você que engoda os olhos dos humildes com promessas de riqueza
Você que corrompe o coração dos puros com o amor ao dinheiro que é a raiz de todos os males
Você que suja e enegrece a mente daqueles que ao invés de riquezas alimentariam o coração de esperança da salvação
Você que trai o evangelho se dizendo parte do mesmo

Você que é usada e explorada como negócio no campo das idéias mas longe está do espírito
Você que está tão entranhada em um mundo que respeita o ter e não o ser
Você que mente em prol de uma boa causa, mas o seu verdadeiro intento é o poder e Mamom
Você que seca rios e fontes de vida eterna que jorrariam de verdadeiros crentes

Você que cospe na cara daqueles que defendem o verdadeiro evangelho de amor e graça
Você que é defendida por aqueles que sustentam que todo crente deve ser podre de rico e que não reflete a triste realidade de nossos irmãos
Você que como teologia parece vir de mãos dadas com os fariseus cheios de rapina e imundícia em seu interior

Você que não me interessa, pois a graça, a misericórdia e amor do Senhor me sustentam
Você que não me interessa, pois o reino de Deus está dentro de mim e não fora
Você que não me interessa, pois o Senhor me sustenta enquanto durmo
Você que não me interessa, pois que adianta o homem ganhar o mundo inteiro e perder sua alma?

Postado por ! sem profetada ou sem profetadas! bom humor!

Reflexão:

“Porque o filho do homem veio BUSCAR e SALVAR o que se havia perdido”
Lucas 19:10

Existem alguns aspectos da vida e do ministério de Jesus que parecem não interessar aos defensores da “TEOLOGIA DA PROSPERIDADE”, pois estes depõem literalmente contra tais práticas e crenças. Ao ler a narrativa do encontro de Jesus com Zaqueu fica evidente que há contradições nos argumentos de quem prega este conceito como sendo algo Bíblico. Zaqueu era um homem “RICO” de berço, mesmo não conhecendo e não temendo a Deus e assim como ele existem milhões pelo mundo que ostentam suas posses sem qualquer vínculo religioso seja lá com que igreja for. Portanto, aqui já há algo que depõe contra os TEÓLOGOS DA PROSPERIDADE.

Zaqueu, ao perceber do alto daquela figueira, que Jesus havia notado a sua presença e sendo chamado, desceu foi até a sua casa e lá tomou uma decisão no mínimo inusitada, decisão que bate de frente com os que pregam a posse de bens materiais como graça divina, ele disse: “Senhor, eis que dou aos pobres metade dos meus bens; e, se alguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quadruplicadamente” - Lucas 19:8. A atitude de Zaqueu é de causar constrangimento a quem vive na ilusão da prosperidade uma vez que ele abriu mão de bens para seguir a Cristo. Ora, se o Evangelho é sinal de PROSPERIDADE neste caso as coisas não batem, até porque Jesus arremata dizendo: “Porque o filho do homem veio BUSCAR e SALVAR o que se havia perdido” - Lucas 19:10.
Este texto derruba qualquer argumento dos TEÓLOGOS DA PROSPERIDADE, pois ele deixa claro que Jesus veio para tratar dos problemas da “ALMA” e não do “BOLSO” do cidadão.
A Bíblia é imperativa ao afirmar que Jesus é “O CAMINHO”, “A VERDADE” e “A VIDA”, ele não é um Banco, um Agente Financeiro ou uma Bolsa de Valores, muito menos uma Casa da Moeda. Ao recomendar que devemos buscar PRIMEIRO o Reino de Deus e a sua Justiça ela não abre brechas para a exploração de mecanismos que permitam negociar com a fé na troca pela prosperidade material. A Bíblia trata das riquezas CELESTIAIS e não das MATERIAIS.

Que possamos parar e refletir antes de fazermos nossas escolhas, que possamos escolher a remidora e maravilhosa GRAÇA de Jesus!

Iara.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

"Deus é sempre o melhor conselheiro"


Como é difícil, para muita gente, ser dependente do Senhor Deus. Muitos já alcançaram a sua independência financeira, possuem sua casa e seu carro, estão alcançando e realizando seus sonhos. Outras pessoas podem ainda não ter conseguido nada disso, mas pelo fato de já estarem acima de dezoito anos, não conseguem entender o que é uma vida na dependência do pai.
Um erro que normalmente cometemos é considerar que a nossa idade natural é a mesma idade espiritual. Ainda que não pensemos claramente dessa forma, é assim que agimos. Veja uma criança que teme à Deus, por exemplo; quando ela demonstra dependência do pai do céu, na mesma proporção que é dependente de seus pais. O mesmo não acontece com muitos adultos, que acham que têm uma possibilidade maior de tomar decisões sem uma entrega plena de suas preocupações a Deus.
O pai do céu quer nos instruir, ele quer que precisemos dele,que demonstremos essa dependência total e absoluta, quer ser consultado sobre nossas indecisões, quer participar das nossas lutas, dificuldades, derrotas e tbm das vitórias. Como filhos, independente de nossa idade cronológica ou até do tempo de vida cristã, devemos ser dependentes dele. Ás vezes pensamos que somos "maiores de dezoito", que dirigimos nossa própria vida, espiritualmente falando. TOLICE!
Diante de Deus somos sempre como os filhos que precisam saber de todas as coisas e do melhor caminho a seguir. E isso não irrita ao Pai não, isso dá muito prazer. Ele quer ver em nós essa necessidade de buscá-lo.

"Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar." (ISAÌAS 48:17)

Boas Vindas da Autora

Sejam muito bem vindos à esse blog, que ele seja de grande edificação espiritual para suas vidas e que o conteúdo possa tocar realmente seus corações.



Fiquem à vontade e deleitem-se na leitura das mensagens.





























O chip do futuro

Loading...